ESCREVER JUNTOS E ONLINE NAS OFICINAS DE ESCRITA TKNT?

Literatura

O meu nome é Nuno… assino Nuno F. Santos como jornalista, sou coordenador geral da TKNT, autor de publicidades e guiões de documentários ou filmes para passar desde festivais aos ecrãs das estações do Metro do Porto. Chamam-me Cash os que me conhecem de outros festivais – que é como quem diz de outras andanças – em que canto, faço locução ou escrevo em crónicas e contos, peças sobre peças. Dou aulas e formações… faço amigos… passo os dias a inventar coisas que nascem sempre com palavras.

Proponho que possamos a partir deste sábado, 21 de Março, fazer uma oficina de escrita dividida em duas ou três turmas, que terão suporte online via messenger do facebook, acompanhados de vídeo chamadas de whatsapp até 4 pessoas ou, se preferirem, maior pendor de comunicação escrita e individualizada. Contudo, pretende-se construir uma dinâmica de grupo em que todos os elementos da turma se possam conhecer. Caberá a cada um dos interessados manifestar como se sente mais confortável para realizar a oficina de escrita TKNT.

As turmas serão dividas em 4 grupos de quatro pessoas no máximo e serão enquadradas num horário diário de uma hora e meia durante 5 dias. Caso, por motivos de força maior perderem uma das oficinas, ela será reposta consoante a sua disponibilidade.

Intuito: Escrever, escrever, escrever. Deixar um registo individual, construído ao longo das sessões, onde serão colocadas técnicas diferentes e adequadas a que cada um possa desenvolver as suas capacidades de escrita, independentemente do género.

As Oficinas de Escrita TKNT têm habitualmente um custo fixo mas, tendo em conta os dias e as suas emergências, a TKNT propõe que cada formando pague aquilo que achar justo para si e para o que pretende, tendo em conta o número de horas, os dias, sem que a sua situação económica seja, em algum momento, beliscada pelo acto de escrever e conhecer eventuais novas fórmulas.

Os pagamentos voluntários serão feitos até às 23h00 desta sexta-feira, 20 de Março, através de transferência bancária PT50.0036.0073.99100054557.66 ou mbway para o 918276212, sendo que limitamos o número de participantes para poder dar a máxima atenção às palavras e especificidades de cada um.

A quem se destina?

A todos os que gostam de escrever e querem publicar crónicas e contos em www.tknt.pt, aprendendo fórmulas sem milagres e sobretudo, conhecendo o potencial que tem em si, e para onde se deve dirigir a sua escrita.

Programa e Horário:

Turma A: de 21 a a 25 de Março, das 15h30 às 17h00.

Turma B: de 21 a 25 de Março das 18h00 às 19h30.

Turma C: de 26 a 30 de Março das 21h30 às 23h00.

Turma D: de 26 a 30 de Março das 21h30 às 23h00.

Sessão dia 1: Apresentação e enquadramento do Escritor… o que é e quem é? Biografias. A vontade da Escrita.

Sessão dia 2: O desbloqueio, o medo e como o usar como aliado? A protecção do “Eu” escritor.

Sessão dia 3: Adaptar o texto sob pressão. Encurtar ou prolongar, descrever ou marcar ponto de vista. Responder a desafios de vários géneros de escrita, da publicidade ao conto, da crónica ao estilo jornalístico para ser lido ou ouvido.

Sessão 4: Leitura de textos para serem gravados. Guiões para possíveis curtas metragens. O debate entre a ideia e a palavra ou frase: Quem surge primeiro e se existe regra?

Sessão 5: Conversa em directo com fotógrafo, ilustrador e poeta. Conclusão do conto ou crónica, entretanto trabalhada ao longo das sessões.

Biografia do Coordenador das Oficinas de Escrita

44 anos, vive no Porto. Jornalista de formação… hoje freelancer, trabalhou como assessor de imprensa na Educação e músico em exposições e outros palcos. Monitor, guia de visitas em museus e tradutor de camionista escreveu uma peça de teatro e muitos textos sobre peças de teatro, cinema, artes plásticas e reportagens da espuma dos dias. Licenciado em Jornalismo, e depois de trabalhar em publicações várias, guardando o começo e alguns anos no diário O Primeiro de Janeiro, foi o jornalista do Centro e Norte de todas as edições diárias do Câmara Clara, da RTP 2. Findo o programa fundou a webtv webzine www.tknt.pt e, através desta plataforma produtora, criou publicidades de raiz ou construiu slogans, realizando documentários e os filmes mudos diários que pode ver no Metro do Porto. Para lá dos conteúdos (palavra que não gosta e fala agora na terceira pessoa como um jogador de futebol mas vai tentando dar credibilidade ao Currículo) deu aulas de Criatividade recentemente numa Escola Profissional, mas acha que a criatividade não se ensina. Vai fazendo Oficinas de Escrita em espaços pouco habituais e na Universidade do Porto. Os prémios e reconhecimentos não interessam, por isso nunca recusa moderar um debate ou apresentar um livro.

Escrever Cartas à Máquina para visitantes da Lello…. Feira do Livro do Porto… iniciativa Bairro dos Livros
https://www.facebook.com/watch/?v=10151217179939036