Uma Imagem Vale Por Mil Palavras, Mil Caracteres Uma Imagem

rubrica

Entre as sombras, vais ao encontro de ti.
Deambulas segura dos teu passos, dentro de uma solidão que te assola.
Continuas no teu caminho, só tu o conheces, só tu sabes o que viste e o que sentiste.
O passado ficou noutro mundo, naquele que já não és mais.
O teu olhar mergulhou.
Já não olhas de cabeça erguida. Preferes percorrer com um olhar que não vê mais a alegria de seres, apenas tu.
Tapas a tua essência, escondes o teu rosto, fechado em ti. A partilha e o sorriso deixaram de fazer sentido no teu quotidiano.
Afinal, todos os dias perguntas: “Quem sou eu? Que faço aqui?”.
As perdas que a vida te pregou fizeram apagar a mulher cheia de luz que em cada canto trespassava energia nas palavras e forma como as proferias. Sempre foste especial, tu sabes.
Quando te vejo, tento caminhar com o teu tempo. Não deixas, escolhes sempre o teu lugar solitário.
Interrogo-me sobre a força que te faz caminhar, em cada dia que nasce.
Sei que já pensaste em desistir deste mundo novo que te foi dado, não o fizeste. Quiseste continuar a ir ao encontro de ti, entre as sombras.

<Texto de Catarina Amaro Oliveira para Imagem de Paulo Pimenta>