O QUE É A TKNT?

Seja co produtor com 5 euros. Se estiver interessado(a) envie uma mensagem a dizer “revolução da televisão” com o seu nome para 918276212. Ser-lhe-á enviada as instruções para a forma de pagamento e os respectivos benefícios de ser co produtor.

A Televisão K Não é Televisão (TKNT) é alternativa web à maioria dos programas de televisão convencionais e alternativa à fórmula que se mede única e exclusivamente pelas audiências. Em breve terá uma grelha de programação própria – já tem programas piloto que pode ver acima em programação – que será emitida em www.tknt.pt aos domingos entre as 21h00 e as 00h00.

A TKNT é uma caixa humana de ideias que cria eventos diferentes e de integração cultural. Faz a ponte entre as produtoras e a encomenda de que qualquer pessoa, marca ou empresa necessita, desde a área vídeo, áudio e de texto. Construímos guiões e realizamos documentários à medida de cada um e somos também o único armazém de publicidade, onde pode encontrar já aquilo que procura, sempre sem perder a ética e a valorização de todos.

A TKNT é também uma revista web e rádio diferente… que tenta devolver o som da rádio e a sua imaginação.

A TKNT será sempre alternativa por causa dos seus co produtores:

Fátima Vieira, Mariana Costa, Ricardo Costa, Matilde Real, A.C., Isabel Santos, Luísa Maria Correia Gomes, Filipe Ferreira, Virgílio Figueiredo, Mónica Tátá, Rodrigo Santos, Pedro Miguel Gonçalves, Marta Bobichon Loja Neves, Amélia Muge, Nádia Silvestre, Abigail Ascenso, Pedro Sobrado, Marta Delgado, João Simão, Hugo Fabião Veludo, Anabela Lima Martins RodriguesCarlos Daniel Abrunheiro, Flávia Gusmão, Sofia Silva, Romi Soares, Cris Pala, Zé 48, Lis Ferreira, Marta Antunes, João Mário Pires, Lilia Mota, Helena Madeira, Rebeca Cunha, Sameiro Ervalho, Joana Almada, Ana Luísa Castelo, Joana Nossa, Filipe Melo, Cristina Ferreira da Silva,  Pedro Moura, Ana Bárbara e João Moura, Suzy Lorena Rodrigues, Ivar Corceiro, Carlos Marnoto, Carla Fonseca,Vicente Mendes, Nuno Mendes e ConchitaRita Lourenço, Ana Maria FernandesCatarina Lacerda, Martinho Silva, Nuno Neto, Carla Augusto, Paula TorresYara KonoSara I Veiga, Jaime Froufe de Andrade, Patrícia Mingacho, Carla Miranda, Simone Rocha, Joana Gaio, Anabela Chaves, Marisa Miranda, Ana Lúcia Figueiredo, Rui Marcelino e Lucas, Sofia Slotboom, Filipa Leal, Pedro Teixeira Neves, Teresa Castro, André e Afonso Castro, Marta Fernandes da Silva, Jorge Azevedo, Joana Paupério, Helena Carmen, Guy Cowan, Vanda José, Sandra Lima, Celeste Domingues, Rui Rufino, Maria Mendes, Isabel Cunha, Sara Moutinho, Nuno, André, Anabela, Margarida (Cobanco), Carlos Costa, Sofia Raquel, Pedro Ferreira e Fátima Brás, Hugo Cruz, Fátima Pires e Grupo de Trabalho de Bibliotecas de Famalicão, Nuno Ricardo Barbosa Moreira, Sandra Sant’Ana, Luísa Pinto, Carlos Prumo, Rita Mamede, Sofia e Ana Mamede, Teolinda Gersão, Nuno Rosário, Anabela Teixeira Santos, Alda Galsterer, Claudia Asher, Luís Pereira, Rui Pereira, Zé Tavares, Raquel Patriarca, Carreira de Jesus, Ana Vitorino, Augusto Pais, Isabel Mourato, Renata Ramos, Cláudia Isabel Januário, Anita, Filipe Soares, Gonçalo e Laura Henriques, A. dos Santos, Pedro Sousa Chichorro, Renata Barge, Teresa Carvalho Nascimento, Pedro Ferreira, Gabriel Brandão Ferreira, Rita e Nuno, Paulo Amadeu, Isabel Santos,  Inês Forjaz, Manel, Beatriz e Leonor, Lizete Lemos, Carlos Abreu, Andreia Fernandes, Sónia Almeida, Renato Filipe Cardoso, Avelina Ferraz, Bruno Passos, Vera Neves, José Augusto Cardoso Pinto, Adriana Maria de Sousa, Ana Biscaia, Isabel Carvalho, Luís Filipe Silva, Jorge N. Rodrigues, Teresa Arcanjo, Luís Caetano, Inês Lourenço, Adelaide Osório, Maria Hermínia Pimenta, Joaquim Pavão, Ricardo Martins, Joaquim Xavier Sousa, Gonçalo Rosa, Marisa Fino e Filipa, Manuela Dinis, A.M. Pires Cabral, Helena Barbosa Ramos Fernandes, Joana Rêgo, Luís Miguel Antunes Oliveira, Sandra Barão Nobre, Paula Mourão Gonçalves, Paulo Pimenta, Vítor Silva e Olinda Martins, Catarina Rodrigues e Miguel Rodrigues, Suzana Nobre, Vítor Coelho da Silva, Nuno Pereira, Ana Neiva, Catarina Campos, Mafalda Martins, Ana Canavarro, Nuno Sanches, Ivo Romeu Bastos, José Augusto Dias Souza, João Paulo Leão, Filipa Rodrigues, Ricardo Cibrão, Clara Haddad, Paulo Vieira Resende, Rui Spranger, Filinto Melo, Cristina Dantas Henriques, Nuno Filipe Gomes Rodrigues, Helena Pereira Silva, Fernando Mota, Pedro Daniel Ferreira, Miguel Marecos, Maria Santos (Jó), Daniel Castro, Pedro Cave, Ana Maria Rocha Monteiro, José Eduardo Cardoso Pereira, Maria Celeste Pereira, Patrick Esteves, Nuno Santiago, Gabriela Cunha, Rui Filipe Silva Matos, Raquel Garcez Pacheco, Catarina Henriques, Hugo Ferreira, Márcia Fernandes, Sónia Ribeiro, Isabel Costa, Isabel Matos, Afonso Cruz, Patrícia Vieira Campos, Mariana Tengner Barros, José Rui Martins, Rosa e Mia, Luís Silva, Cátia Brás, Paulo Simões Pacheco, Joana Neto, João Arezes e Isabel Correia, Nuno Gandra, Lino Miguel Teixeira, Sílvia Leão, Raquel Alexandra Aguiar, Patrícia Reis Pereira, Filipe Miguel Fernandes, Marta Morais, Diogo Sousa e Guilherme Sousa, Sandy Gajeiro, Sofia Paredes, Hugo Soares, Marlene Moura, Arinda Oliveira, Catarina Pires, Jorge Palinhos, Henrique Portovedo, Angelica Bolivar, Cristina Bastos, Pedro Duarte Jorge, Luís Silva, Susana Menezes, Cláudia Andrade, Rui Carolino, Manuel Vaz, Alexandre Martins e Andreia Gomes, Elsa Barão, Alexandra Lameira, Vera Varjota Rodrigues, Luís António Gomes Moreira, Nuno Ricardo Barbosa, Larry Ibarra Fredes, Carlos Silva, Rita Rocha, Manuel Roberto, Teresa Vale e Carlos Fernandes, Renata Portas, Sandra Santos, Cláudia Magalhães, Fernando Moreira, Rui Alves Leitão, Luísa Pinto Pitkim, Pedro Barreiros, António Pedrosa, Rui Couceiro, Gabriela Cunha, Nuno Pinto, Deolinda Laginhas, Maria David Castro, Armando Lopes, Alexandra Gonçalves, Carla Carvalho, Maria David Castro, Ana Seia de Matos, Manuel Granja, Pedro Fiuza, JM Duarte, Joana Matos Frias, César Augusto Fernandes, Marlene Felisberto, Joana de Oliveira, Carla Oliveira, Cátia Alves da Silva, Leonel de Castro, Pedro Almendra, Cristina Santinho, Filipe Caldeira, Pedro Faro, Liliana Garcia, Ana Pinto (Margarete), Fátima Loureiro, Ana Botelho, Jorge Oliveira, Rita Ribeiro, Fátima Lopes Cardoso, Ana Diogo, Nuno Coimbra, Joana M Soares, Américo Rodrigues, Valter Vinagre, Maria Purificação Monteiro, Ana Lúcia Camarate, Luísa Moreira, Lila Gabriela Mendes, André Gigante, Lara Magalhães, Sara Vidal, Pedro Emanuel Santos, Inês Mariana Moitas, Lara Tenreiro, Mónica Rocha, Sandy Kilpatrick, Tess Serrano Kilpatrick, Cândida Colaço Monteiro, Diana Sá, Daniela Paiva, Zita Urbano, Ana Rita Jesus, Rui Querido, Helena Pereira, Jeronimo Pizarro, Carla de Oliveira, Rui Manuel C Rodrigues, Helena Pinto, Eduardo e Jorge Semide, Arsélio de Almeida Martins, Rosa Amélia B,F. Soares Martins, Filipa Pereira, Hugo Reis, Sónia Cravo, Manuel Jorge Marmelo, Catarina Portelinha, Anabela Morgado Ventura, Rui Lima, João Martins, Laura Vilares, Nuno Meireles, Renata Portas, Natália Fauvrelle, Ana Deus, Ana Teresa Fernandes, Rita Pinto Calatré, João Paulo Fonseca, Joclécio Azevedo, Ricardo Chaves…

(ler mais sobre quem somos?)

http://www.rtp.pt/play/p1299/e132686/a-ronda-da-noite

A TKNT é uma Web TV, espécie de Rádio e webzine/magazine maioritariamente dedicada à Indústria Cultural e tudo o que a ela está agregado. Claro: as pessoas. Televisão K Não é Televisão cruza  a sociedade artística com a sociedade civil. Tem rubricas vídeo e áudio sobre poesia e literatura em geral, arte contemporânea, design, tradição oral, arquitectura, cinema, música e retratos dos quotidiano onde Todos podem ser intervenientes. Mas a TKNT é mais. Dispõe dos meios necessários para fazer a melhor publicidade ou a melhor promoção dos produtos e marcas de um mercado cada vez mais competitivo (o que nem sempre corresponde a qualidade). Porém, não cede nos princípios básicos. Ou pelo menos tenta não ceder. Quais? Para a TKNT não há desculpa para a falta de qualidade quando ela resulta do caminho mais fácil. Para a TKNT a independência de criação é fundamental, mas sabe ouvir todos os intervenientes. Claro que pretendemos visualizações e sermos vistos para melhor divulgarmos, mas não a todo o custo. Para lá do projecto de comunicação social e documental, a TKNT tem como missão o impacto ou responsabilidade social, como lhe chamam. Quer isto dizer que, para lá de cruzar a sociedade artística com a civil, assume a distribuição de livros, CD, DVD, bilhetes de teatro, bilhetes de cinema ou entradas em diversas exposições, entre muitos outros bens culturais, falando evidentemente dos bens culturais de que tratamos nas nossas peças.  O que acontece é que, e em vez de os colocarmos  para arquivo da  TKNT,  faremos a identificação – com ajuda de profissionais –  de pessoas e / ou instituições que por factores económicos ou de outra ordem não têm acesso a toda a indústria cultural e possam vir a beneficiar com um TRABALHO em rede que deve envolver editoras livreiras e discográficas, produtoras de cinema, bem como  museus e companhias de teatro e dança. Na TKNT existe ainda a utopia de uma grelha de programação que, por estes dias, (dia de arranque a definir) entre as 21h00 e as 00h00, trará de volta o conceito que imaginou para um serviço público. Obrigado A TKNT