Terrível Alcazar Não Consegue no Livro Mandar

Livros

 

Sim sim, pois… existem livros que quando se abrem têm muitas coisas em branco. Poucas letras, poucos desenhos. Ordem! Este é diferente. Todas as personagens, e olhem que são muitas, todas têm nome. Está bem, o SR. Guarda é apenas o SR. Guarda e há a Mãe com os números 1, 2. 3 por aí fora… já perceberam,  números de filhos. Mas neste livro há o terrível General Alcazar! Terrível!

O cão fareja a bota do senhor guarda, o rapazinho assobia descontraído, o par dançante faz o que melhor sabe, o idoso apoiado na bengala, a bola que escapa das crianças  – com certeza futuros futebolistas nas suas cabeças –  e, depois, os protagonistas de filmes e de histórias de contar enquanto se come a sopa. Mas também  a grávida, a rapariga desenhada a lápis,  o astronauta, o prisioneiro em fuga, o guitarrista… ALTOOOOOOOOOOO!  Mas que raio de texto é este? Já agora íamos todos por esta página abaixo com descrições e descrições sem sentido!?!. Esta pode ser uma página de internet, mas tem regras. E Respeitinho! Vamos à ordem que isto já tem muito da anarquia. Então: todos aqueles que foram escritos e descritos antes da ordem estão em frente do SR Guarda no  livro do Planeta Tangerina que é mesmo mesmo mesmo diferente. E sabem o que acontece: NÃO É PERMITIDO PASSAR PARA A PÁGINA DIREITA? Adoro! ah ah ah! Esses leitores desordeiros têm o que merecem.

Daqui ninguem passa

“Por quê?” Ah pois, lá estão vocês sempre a questionar! A página direita deste livro deve ficar vazia e não há mais discussão. Se querem um livro em que se possa circular nas duas páginas e viver nelas façam o favor de o ir buscar a outro lado… existem aos milhões e estejam à vontade. O SR. Guarda não vai deixar passar ninguém para a página direita! Entendido?

Que raio… no que se foram meter os autores Bernardo P. Carvalho e Isabel Minhós Martins.  Se soubessem que todos aqueles a quem deram vida estão amontoados a protestar com o SR. Guarda. E que cada um à sua maneira, não se calam. Diz, e bem, o SR. Guarda: “Lamento, mas só estou a cumprir ordens superiores“. Mas um tem um encontro, outro tem que telefonar e outro ainda tem falta de ar. Calma pessoas, calma! Este SR. Guarda é um boneco desenhado… mas é humano! Calma! A bola salta para a página direita…

daquininguempassa_3_0

lá vai o futuro com os dois mini futuros futebolistas e o cão atrás da bola. Muito bem… bem vos disse que o senhor guarda era humano não disse. Ele deixa passar. “mas só desta vez“.  Ai que aparece o terrível General Alcazar: “Mas que rebaldaria vem a ser esta?”.  Vai prender o SR Guarda. Mas as páginas já estão cheias… esquerda e direita… e o cão ou cadela que é Vivi, o Edmundo, o sr Albino, o Simão e o Cristiano, o ET, o Capuchinho Vermelho a Clara, a Isabel, o Nelo, o Isidoro  e o Lucas – eu disse que todos tinham nome –  não deixam ninguém prender ninguém. E pensar que a rebaldaria começou com as crianças que deixaram escapar a bola.

daqui ninguem passa 2

 

Vá… deixem fugir a bola e lutem sempre pelas vossas páginas. Agora, sintam-se orgulhosos da história que criaram caros Isabel Minhós Martins e Bernardo P. Carvalho. Chama-se «Daqui Ninguém Passa!»,  mas até os títulos podem ser derrubados.

<Texto>Nuno