Uma Luzinha que Pisca e um Coelhinho que Corre… Muito Mais que Duas Histórias

Literatura

k1_luzinha_low

Se escolhêssemos uma criança das mais novas, aleatoriamente, para contar a história de um livro ilustrado – vá, ao calhas para sermos mais precisos – ela poderia começar da direita para a esquerda ou da esquerda para a direita, e isto… isto vale para todas as culturas.

O Planeta Tangerina reúne num só livro, e por causa da narrativa de Bernardo Carvalho, duas histórias: Uma, folheada da esquerda para a direita e outra, conforme referido, da direita para a esquerda. Mas, provavelmente, não são duas e são antes mil e uma histórias as possíveis de contar com as mesmas personagens ilustradas. Podemos começar assim: «Olhe, Por Favor, Não Viu Uma Luzinha A Piscar?” e seguimos o pirilampo na sua aventura por entre a selva o pântano, a folhagem e a cidade. Mas também podemos começar por dizer: “Corre, Coelhinho Corre!” E lá vai o coelhinho por entre a multidão de pessoas e automóveis, por cima de hipopótamos e agarrando-se a lianas, fugindo de um cão. E o pirilampo? Bem, o pirilampo é aquela luz amarela que nós mesmos seguimos e vemos cruzar com… um coelhinho e um cão. Confuso? Não fique! Basta não seguir regras e deixar a sua imaginação assentar num ponto de partida e nas pistas de Bernardo Carvalho, o autor desta sequência que nos indica para seguir ora o pirilampo ora o coelhinho mas, é ele também, o próprio Bernardo Carvalho, quem estende a liberdade para nos soltarmos com a imaginação e deixarmos que uma história seja isso mesmo, uma história!

 

Screen Shot 2013-07-16 at 18.28.18

 

E a próxima pista é connosco: O pirilampo e o coelhinho encontram amor e amizade, claro, de forma inesperada.

 

N. F. S.