Sete Faces para 500 Exemplares

Literatura

 

2014-08-24 16.16.58

Vou fazer-lhe com certeza mais perguntas sobre o livro. Não sou, nem somos na TKNT, críticos de Literatura. Divulgamos ou escondemo-nos do que não queremos divulgar. Não nos escondemos deste livro com poemas, numa edição de autor, literalmente uma edição de autor. Autor e editor são um mesmo: Luís Filipe Pereira Talvez o que importe desde logo destacar – não se pode passar à frente – seja a introdução: “Com a poesia solta-se a fúria retida por cada frustração sofrida“. Afinal, o que distingue poesia de verso? Eu não sei. Haverá quem saiba, O desencanto é bem patente para quem ao longo de quase 200 páginas tem títulos como “Escravo” ou “Penitencio-me”. Cada título é o resumo exacto do que encontramos.

Há sempre um destinatário. uma mulher regra geral ou, para quem exprime por entre o desejo de erotismo e de amor um “lado animal” de revolta, “um futuro que não tem medo da vida“: Ora, como o futuro ganha à vida, de futuro teremos mais tempo para voltar a estes livro de poemas e, sobretudo, ao autor Luís Filipe Pereira que, à data, mora num sítio onde as cartas entregues em mão ainda são uma alegria. Não são contas, são cartas. E Luís escreve poemas para quem lhe escreve. Sou obrigado a dizer que esse sítio é uma penitenciária. Mas essa é a tentação a que não deveria ter cedido. Luís Filipe Pereira, escreve versos e é licenciado em Matemática.

Vou fazer-lhe com certeza mais perguntas sobre o livro.

220 páginas
500 exemplares
subtítulo – “um só coração”

<Pequeno Texto e imagem>Nuno F. Santos