Contos-Pulga: pequenos GRANDES

Literatura

portada.fh11

Microcontos, Pequenos Contos, Short Stories, Mini Contos ou Cuentos como Pulgas, claro… «Contos-Pulga». As pulgas tão pequenas em formato de contos de universos muitos, muitos mais do que para uma criança só. Das palavras de Beatriz Osés (Prémio Lazarillo de criação literária 2006) e das ilustrações de Miguel Ángel Díez, a Kalandraka apresenta mais um livro onde os adultos espreitam para ter um universo também. Embora se leia na contracapa deste livro que “cada estrela esconde os sonhos de milhares de meninos”, é preciso dizer que isto da Literatura Infantil – por causa de autores e editoras que tratam felizmente crianças como leitores!!! – se cruza cada vez mais com os sonhos dos meninos grandes, esbatendo fronteiras e medos de olhar para as coisas que antes eram só… de pulgas. Porém, para não adiantar muito mais ou cometer erros num assunto que os especialistas contarão bem melhor, Contamos nós que «Contos-Pulga» têm muito que Contar. E assim: Era uma vez uma girafa que chorava, um patinho de borracha que se inquietava e “galos coloridos” entre um “baloiço”, “puzzles” e um “curso de origâmi”. À volta de todos um “difícil equilíbrio” de “tigres de cidade” que, com as insónias de João Lua “contando carneiros” até fica mais fácil. Elefantes que voam e shiu… “o segredo do leão”. Alguém adivinha qual é? É só encaixar todas as peças de uma carapaça que mete Água, Terra, Noite e Céu por todas as páginas.

<Texto>N.F.S.