Oficinas de Escrita TKNT: 5 dias, muitos lugares, 5 géneros de escrita… uma cidade (Porto)

Literatura

 

Quarta-feira, 1 de Junho: «Viajar sem Sair do Lugar». 18h30 às 20h30 Primeiro dia de Oficinas numa agência de viagens. Verdade!, Mas uma agência de viagens diferente. Totalmente diferente. A Tryvel. O espaço físico do Porto mostra isso mesmo. Um conceito de viagens culturais e, sobretudo, uma casa com todo o conforto e vista para o Globo de que necessitamos. Entre as 18h30 as 18h45 será feita a apresentação das Oficinas e de cada um…. um quarto de hora depois, assistiremos no auditório do mesmo espaço a um excerto da palestra de Luís Manuel Araújo: «O Egipto na Europa». Depois do excerto que vemos e ouvimos por um dos maiores especialistas portugueses do tema, regressamos às mesas junto aos livros, sofás, objectos de cidades de todo o mundo e começamos assim, a escrever sobre os sítios onde fomos, onde estamos e onde talvez nunca iremos. Esses, são fundamentais. Cruzam-se na escrita e inventam-se viagens. Aprender a ser mitómanos por duas horas. Aprender a mentir descaradamente sobre um sítio e descrevê-lo sem nunca lá ter estado. A viagem melhor, mesmo sem o caminho. A mais livre.

Rua Augusto Luso, 157 / Estacionamento entre a rua Augusto Luso e transversais. Rua Mário Vasconcelos e Sá (traseiras). Alternativa: Metro Carolina Michaelis.

tryvel foto

Quinta-feira, 2 de Junho: 18h00 às 20h00 «O que vemos das varandas?» A crónica e o Conto. Começamos na Molete Bread&Breakfast, um novo espaço simples mas requintado, frequentado por todas as classes sociais e nacionalidades e… com uma varanda. Dá para a ponte do Infante, para o trânsito e… para o jardim de São Lázaro. O que é que se vê das varandas? A descrição a partir de uma perspectiva elevada entre um café, uma torrada, um saco de pano para levar o pão, o quotidiano. Sair para o jardim de São Lázaro, apropriar-se das pessoas e transformá-las em elemento da crónica ou conto. Respeitando-as sempre! Subir ao coreto para acabar o dia do outro lado do jardim, numa outra varanda com sardinheiras: a do Duas de Letra.

Avenida Rodrigues de Freitas, 256 / Estacionamento na avenida Rodrigues de Freitas em alguns parquímetros disponíveis. Alternativa: Metro Campo 24 de Agosto

molete

sao lazaro

duas de letra

Sexta-feira, 3 de Junho 18h30 às 20h30: «Lavandaria Cinematográfica»: Na Quebragelo, junto ao JN, de barulho do Metro da Trindade aos vizinhos Celtas e Chineses, conseguiremos criar um guião de uma curta metragem ou de uma série? O que é preciso? O que faz a narrativa: a lavandaria por si só? O cheiro… as pessoas e o que lavam… o que secam? Numa self-service ampla, com jogos de tabuleiro, locais e turistas encorajados a lavar a roupa suja, com um retiro sossegado e quase secreto, a linguagem documental e a escrita que dela faz parte serão abordadas sob um possível cenário de prendas/surpresa ao grupo.

Rua do Bonjardim, 676 / Estacionamento nas laterais quem vai da rua do Bonjardim, Silo-Auto. Alternativa: Metro da Trindade, subir as escadas e fica mesmo em frente.

Sábado, 4 de Junho: «Repórter por Campanhã» 11h00 às 13h00 Uma associação inventada por uma Transilvana de olhos azuis: Porto d’Artes. Um espaço multicultural em Campanhã aberto ao Porto todo! Escrever sobre arte é possível sem ser parcial? Aqui há um jardim, um gato, um cão, pessoas que cuidam da galeria com largura suficiente para todo o tipo de oficinas e palestras. Conhecer quem faz o quê? O que frequentam nas aulas? Quem encontraremos? E depois… depois uma rota de meia hora, incluindo paragens. É nessa rota que somos todos repórteres. O que fez recentemente o grupo de teatro Visões Úteis? Quem é o misterioso senhor que carrega cartão com um carro de mão de sol a sol? A frutaria, os negócios e o o bairrismo, a indústria cultural, os doces sem açúcar mas com erva doce… o antigo e o novíssimo. As ilhas. Renovação urbanística e o que fica. A reportagem escrita depois, já de volta à Porto d’ Artes.

Rua Padre António Vieira, 76/Estacionamento habitualmente disponível na rua. Alternativa a carro: Metro estação de Campanhã 

porto dartes

Terça-feira, 7 de Junho: «Escrita apaixonada é publicidade» 18h30 às 20h30 Os sabores, o convívio, a linguagem publicitária. Um restaurante. O apelidado gourmet terá sentido? Existem com certeza outras palavras para gastronomia! Provar, estar, ouvir, descrever e vender o espaço em linguagem de guião publicitário sem perder a ética. O que é isso da ética na publicidade… como se conserva? Meia hora final dedicada ao balanço das oficinas entre tapas e sem papas de palavras. Palavras soltas à vontade. Sítio surpresa avançado no decorrer das oficinas.

tabua rasa

 

Bio do Coordenador das Oficinas (Nuno F. Santos) no final do texto sobre as oficinas fixas

Preço: 40 euros total se frequentar os dias todos (a pagar por transferência em resposta a mail que deve ser enviado para nucashcc@gmail.com, mostrando interesse em inscrever-se. Ou em dinheiro no primeiro dia das Oficinas)

30 euros para co produtores TKNT e sócios dos espaços, caso assim existam

10 euros sessão diária, no caso de optar por frequentar um ou dois dias das oficinas

Nuno F. Santos 91 8276212