Relembrando a premiada Ana e a premiada Cadeira

Literatura

ana biscaia

Há alguns meses a TKNT, na sua página de facebook, fazia uma pergunta à ilustradora Ana Biscaia sobre um determinado livro. Agora agraciada com o Prémio Nacional de Ilustração, precisamente pelo trabalho no livro «A Cadeira que Queria ser Sofá», a TKNT recorda a pergunta e a resposta.  Apenas isso…

TKNT: Qual a página preferida deste livro que ilustraste?

Ana Biscaia: “A morte que ilumina o rei absolutamente transtornado. A morte, diabinha, com uma lâmpada na mão a iluminar o rei, que ali se encontra, debaixo da mancha negra.

(Esta imagem era para ser outra. O rei iluminou-se, depois de ter ficado completamente transtornado, desconsolado e depois de ter pensado em morrer também. Como era um rei estúpido pensei que se pudesse iluminar enfiando a cabeça dentro de um candeeiro).

Mas logo logo dei conta que a morte é quem o ilumina, provocando nele reacções em série: logo se põe a decretar estupidamente. E com estes decretos trama a vida de um país inteiro. Esta história é muito parecida com a história que vivemos hoje aqui, neste país chamado Portugal.

(Gosto da expressão desta morte!)”