Onde Carreira de Jesus se Criou… no Duas de Letra

Artes Visuais

No Duas de Letra, Porto, há uma exposição itinerante com imagens de… sapatos, botas, chinelos… e poemas de Carreira de Jesus. O que se ouve no soundcloud é o poeta explicando alguns dos poemas… e o que se lê a seguir é um texto de apresentação do Pedro… Carreira de Jesus. Totalmente subjectivo e parcial, como tudo na TKNT.

Silêncio

NESTE BREVE SILÊNCIO O TEMPO PARECE IMENSO. MUITO. COMPRIDO… COMO SE O TEMPO SE MEDISSE EM METROS. E SE CALHAR, SE CALHAR MEDE-SE EM METROS E QUILÓMETROS SIM.

É DO PEDRO QUE DEVO FALAR. BREVE. EM POUCOS METROS, QUASE CENTÍMETROS DE TEMPO PARA DEIXAR QUE DEPOIS VOCÊS E ELE CAMINHEM JUNTOS NESTA INSTALAÇÃO POÉTICA.

O PEDRO… O PEDRO CARREIRA DE JESUS TINHA UMA T SHIRT DO KURT COBAIN E ELE NÃO TINHA MORRIDO…. AINDA. O PEDRO ERA DISCRETO ANTES DOS 18 ANOS E DAVA-SE POR ELE NA MESMA… ERA SEMPRE ENCONTRADO NORMAL, A CAMINHAR DIREITÍSSIMO COMO SE SOUBESSE QUE ERA PERMANENTEMENTE CHÃO QUE PISAVA. ESTRANHO!
EU POR EXEMPLO, QUE NÃO QUERO FALAR DE MIM MAS APENAS SERVIR DE COMPARAÇÃO, CAMINHO COMO UM BARCO EM ALTO MAR, POR ISSO FACILITO O ENJOO RÁPIDO AO OLHAR. O PEDRO, AO PEDRO OLHÁVAMOS DEVAGAR. PASSO A PASSO SEM TER MEDO… CALMA… A SÉRIO… CALMA QUE NÃO É A MÚSICA TELEPATIA DA LARA LI E POR ISSO EMENDO.

É PASSO A PASSO COM MEDO. O PEDRO QUE CONHEÇO TEM TANTOS MEDOS QUANTO EU OU O VISITANTE DESTA INSTALAÇÃO POÉTICA.
NÃO É SEGREDO. É UMA PARTILHA. BASTA OLHAR. BASTA LER. MAS É NÃO TER MEDO DE TER MEDO… NEM DO MEDO.
ACHO QUE É ISSO QUE DIFERENCIA, SE É QUE ALGUMA COISA DIFERENCIA ALGO DE ALGUÉM, É ISSO QUE DIFERENCIA… DIZIA… OS POETAS DOS ROMANCISTAS.

onde

O ROMANCISTA ESCONDE-SE NOS TRUQUES DE UM MARCENEIRO EM ADORNOS QUE DISTRAEM, QUE SÃO COLOCADOS E ESPARTILHADOS POR ENTRE MUITAS DAS SUAS PERSONAGENS. O POETA, O PEDRO, COLOCA TUDO DELE SEM MEDO NUM BLOCO DE PALAVRAS.
O MÁXIMO QUE PODE FAZER É UM PEQUENO JOGO COM ALGUMAS DELAS. COMO QUEM NA SUA INFÂNCIA, NESSE SÍTIO ONDE SE CRIOU, MAS DE ONDE COM CERTEZA LHE APETECEU FUGIR – O MESMO SÍTIO DE ONDE ME APETECEU FUGIR E FUGI – COMO QUEM NESSA TAL INFÂNCIA JOGA À MACACA E É RAPAZ, JOGA AO ELÁSTICO E BEIJA MULHERES. OU NÃO. OU NENHUMA DESSAS COISAS. MAS JOGA COM AS PALAVRAS HOJE SOBRE OS JOGOS CRUÉIS DA INFÂNCIA NAQUELE LUGAR.

DAVID LYNCH FICARIA MARAVILHADO AO VÊ-LO… TAMBÉM AO PEDRO… MAS AO LUGAR SOBRETUDO QUE CRIOU O PEDRO. O LUGAR NÃO ERA BONITO, O PEDRO ERA UMA PEÇA HUMANA BONITA NESSE LUGAR… NA INFÂNCIA E NA ADOLESCÊNCIA.
O LUGAR CONTINUA A NÃO SER BONITO. NÃO ENQUANTO TODO. É UM MONTE ESTRANHAMENTE SAUDOSO DE PEDAÇOS VULGARES QUE SE TORNAM BONITOS E ESPECIAIS POR AQUILO QUE SOMOS NELES. DEITADOS NA ÁGUA, A VOAR NAS SILVAS, A ACHAR QUE AS AMORAS SÓ SE CRIAM NESSAS MESMAS SILVAS E POR ISSO, A PRIMEIRA VEZ QUE VI UMA AMOREIRA PARECIA QUE TINHA VISTO O MEU PRIMEIRO AMOR COM RUGAS.

O LUGAR ONDE O PEDRO CARREIRA DE JESUS SE CRIOU, ONDE TALVEZ ME TENHA CRIADO TAMBÉM, TEM VERDE E CINZENTO, ADULTOS E CRIANÇAS, PRÉDIOS A CRESCER E URTIGAS SEMPRE, SIM, NOS CAMPOS LAVRADOS À MANEIRA DOS ANOS 90 – ENTENDA-SE DE TRACTOR E NADA MAIS – CONTINUAM AS COISAS QUE COMEMOS AO JANTAR E CONTINUA O CRUEL OLHAR. PODEMOS ATÉ SER DUAS MULHERES E ANDAR DE MÃO DADA MAS NÃO PODEMOS SER UM HOMEM E NÃO SABER DESGRAÇADAMENTE MATAR UMA GALINHA. SEMPRE HOUVE E HAVERÁ UM RITUAL DE CRESCIMENTO BRUTAL DE BRUTAL MESMO… NAQUELE LUGAR. E NO ENTANTO, O PEDRO, ACHO EU… ACHO QUE NÃO SEI NADA DE TODO, O PEDRO CARREIRA DE JESUS SOBREVIVEU E SABE QUE NÃO VOLTA ÀQUELE LUGAR PORQUE ELE ESTÁ SEMPRE NELE COMO MARCA DE PELE… MAS POR DENTRO… POR DENTRO DA PELE, INVISÍVEL AO OLHAR. O QUE ESCREVE SÃO PALAVRAS E COISAS FEITAS SENTIMENTOS, MEMÓRIAS E DESEJOS. O QUE ACOMPANHA TUDO ISSO SÃO INSTANTES FOTOGRÁFICOS QUE, NÃO TENDO DIRECTAMENTE A VER COM AQUELAS PALAVRAS EM SI, ESTOU EM CRER, MOSTRAM A VIDA DOS OBJECTOS ABANDONADOS DEPOIS DE USADOS. SÓ ALGUÉM COMO O PEDRO CARREIRA DE JESUS OLHARIA UM PAR DE BOTAS, SAPATOS OU SABRINAS (APRENDI ESTA PALAVRA AO TER UMA FILHA) COMO PARTE DE ALGUÉM COM HISTÓRIA. É QUE, TODOS ESTES CALCANTES SE ADAPTARAM A UMA FORMA E SABEM SEGREDOS, COMO SE FOSSEM ELES O NERVO VAGO LIGANDO OS PÉS À ZONA DO CÉREBRO ONDE ESTÃO TODAS AS RECORDAÇÕES.

POR ISSO O TEMPO… ESTE DOS SEGUNDOS, DOS MINUTOS E DOS ANOS SE MEDE EM METROS… TALVEZ SE POSSA MESMO MEDIR EM METROS OU QUILÓMETROS. QUE O DIGAM AS BOTAS ABANDONADAS OU AINDA EM USO QUE FIZERAM PARTE DE UMA ÉPOCA, DE UM GOSTO, DE UMA MODA, QUE FAZEM PARTE DE UM CORPO E QUE GASTOS, NOS LEVAM A PENSAR, COMO UM OBJECTO DE ARTE ELABORADO OU CONSTRUÍDO, O QUE SERIA PRECISO PARA CHEGAR ATÉ AQUI.

APOSTO QUE O PEDRO CONSEGUIU CAMINHAR ATÉ AQUI MESMO COM ESTE MONTE DE POEMAS E FOTOGRAFIAS DIREITÍSSIMO, PASSO A PASSO… COM MEDO, DESCALÇO NESSE ACTO DE EXPOR O QUANTO USOU, O QUANTO ACHOU PELO CAMINHO, O QUANTO FOI USADO, TROPEÇADO OU O QUANTO OLHA PARA AS COISAS, SEJAM SEIXOS DO RIO OU PAUS DESSE LUGAR HÍBRIDO SEM NOME MAS QUE EXISTE, QUE ALI ESTÁ NO SEU SOSSEGO…. SEJAM CALÇADAS À PORTUGUESA DAS CIDADES MAIORES COM OS CONTENTORES VERDES.
CAMINHEMOS POR ENTRE O DUAS DE LETRA DE FOTOGRAFIAS NOS OLHOS, PALAVRAS NA BOCA E MEMÓRIA NO PEDRO, O POETA, O AUTOR, O ARTISTA, CARREIRA DE JESUS… SEM A T SHIRT DO KURT COBAIN, SEM UMA OUTRA QUE TEVE MAIS TARDE DA AMÁLIA RODRIGUES, MAS DE CORAÇÃO NU.

Nuno Cash