Completamente Do Outro Lado

Artes Visuais

“Um senhor com as pernas no ar e a cabeça no balde. Sim, isso parece-se com um balde. Mas não é um balde. Não é isso. É um senhor com as pernas para o ar a fazer o pino e a mostrar a barriga. E o que parecia o balde é a camisola”.

É uma redacção sobre a Primavera sim senhora(e)s, sobre o Espaço Mira, em Campanhã (Porto), sobre o projecto Ecoar… uma redacção sobre a arte de Pimenta… Paulo… e da exposição Do Outro Lado.

A TKNT teria de ter ido a esta exposição, e a muitas outras, e hoje último dia… dia 2 de Abril de 2015… não conseguiu. Ninguém de nós, mas com certeza passaram por ali muitos co produtores da Televisão K Não é Televisão. Nota prévia: Usar crianças para que pais tenham protagonismo pode valer prémios por esses prémios de Portugal fora, mas aqui, aqui dentro desta caixa humana de ideias colocamos desafios às crianças porque elas têm outro olhar, e porque nos podem salvar da nossa inércia. Estas crianças, as nossas protagonistas, nunca são melhores do que as outras e, só têm nome, quando assim se justificar numa ode de igualdade entre todos os nomes. As imagens, provavelmente maior parte, das que estiveram no espaço Mira – onde está patente também a mostra «Encontros com Álvaro Lapa», até 30 de Abril – sobre esse Ecoar do projecto da PELE, que recentemente viu eco de um documentário de Patrícia Poção estão… e legendadas,  estamos em crer em http://www.paulopimenta.blogspot.pt/2016/04/do-outro-lado.html. E de lá (desse outro lado da fotografia) podem ver o que devem ver sempre nos locais onde é montada uma exposição… porque há um lugar das coisas.

Presos entre chuvas e crianças, presos entre auto-estradas aluídas, presos entre o Totobola e a preguiça, presos em casa voluntariamente com tanta pessoa a querer apanhar chuva, colocámos duas crianças (5 e 6 anos) a olhar as imagens e dizerem o que eram. Passamos a citar, tal qual… e depois… só depois por favor… agradecíamos que vissem as fotografias de Paulo Pimenta e a explicação sintética… como folha de sala.

O que é? É Uma casa da árvore com nuvens e árvores. As redes estão lá para não irem para a casa, para não a destruir”.

“Bolas e nuvens,  ferrinhos, sombras, árvores, nuvens, um avião, exercício, baldes na cabeça tolos… baldes tolos na cabeça”

“O que é? É Uma casa da árvore com nuvens e árvores. As redes estão lá para não irem para a casa, para não a destruir”.

“Sombras com giz a desenhar uma janela e uma porta”

“Os meninos estão a dançar uns em cima dos outros”

O que disse ela? Que eram bolas? Posso imaginar uma história… que não existe? Então é uma chuva de bolas de Basketball. Chovem do céu…. Achas que isso existe? Eu acho que existe porque estão a cair do céu.

“Um quadro com um avião que vai para o aeroporto de Nova Iorque. Mas não é uma fotografia. É um quadro”.

“Um senhor está a espreitar os ensaios. Porque a porta dos teatros é assim. Um senhor a espreitar para o Judas que eu já vi”.

Ah… Ele está do outro lado e agora os homens de cá estão a ensaiar”

“Os meninos estão a fazer magia um menino está com os braços no ar e mão no ar… está a voar”

E agora as fotografias de Paulo Pimenta e o seu texto de apresentação. Fotografias sobre as quais falavam as menoríssimas e se descreveram sempre os lados de fora, magia e ferrinhos. A prisão deve ser uma coisa de adultos. Por ordem de frases…

Que tenham boas imagens, boas exposições, boas reflexões. (o encadeamento é de Nuno F. Santos)

Paulo Pimenta: “Este é o meu olhar sobre os processos de criação artística em três estabelecimentos prisionais, onde tenho acompanhado desenvolvimento do projecto ECOAR, promovido pela PELE durante o ano de 2015 e início de 2016. É um registo documental e em paralelo uma vivência, que permite misturar e explorar diferentes cruzamentos, criando uma narrativa comum, nas experiências que tive nesta primeira fase, no Estabelecimento Prisional do Porto, no Estabelecimento Prisional Especial de Santa Cruz do Bispo e na Clínica Psiquiátrica do Estabelecimento Prisional de Santa Cruz do Bispo, Estabelecimento Prisional de Paços de Ferreira – Vale Sousa e por último Estabelecimento Prisional de Cústoias”.

lado lado

lado 2

PP - 12 FEVEREIRO 2016 - MATOSINHOS - ESTABELECIMENTO PRISIONAL DO PORTO ALA MASCULINA PROJECTO DO OUTRO LADO PECA DE MUSICA DESENVOLVIDO PELO JORGE LIX ARTES CIRCENSES ULTIMA APRESENTACAO

lado 1

lado 4

22 ABRIL 2015 - MATOSINHOS - ESTABELECIMENTO PRISIONAL DE SANTA CRUZ DO BISPO ALA FEMININO PROJECTO DO OUTRO LADO PECA DE TEATRO DESENVOLVIDO PELO JOAO PEDRO CORREIA

lado 6

18 JUNHO 2015 - MATOSINHOS - ESTABELECIMENTO PRISIONAL SANTA CRUZ DO BISPO CLINICA PSIQUIATRICA ALA MASCULINA PROJECTO DO OUTRO LADO PECA DE MUSICA DESENVOLVIDO PELO TIAGO OLIVEIRA

26 JANEIRO 2015 - MATOSINHOS - ESTABELECIMENTO PRISIONAL DE SANTA CRUZ DO BISPO ALA MASCULINA PROJECTO DO OUTRO LADO PECA DE DANÇA DESENVOLVIDO PELA HELENA OLIVEIRA