«Corrente Alterna» no TeCA: Porta 27

Artes Performativas

 

A TKNT escreveu a todas as companhias envolvidas na Corrente Alterna, mostra que  leva ao Teatro Carlos Alberto 16 peças de teatro, interpretadas  pelos “emergentes” da Área Metropolitana do Porto. Haverá com certeza muitos mais, mas é a partir destes e daqui que se começa a discutir, também, o próprio conceito de “emergente”. Uma iniciativa que integra a programação do TNSJ e onde a primeira companhia a responder é a Porta 27. Fala-se do espectáculo, do que falta e do que os faz continuar?

porta 27 1

Escreve a Porta 27:

‘«Procura-se Detetive» é uma espécie de manual da Crise; uma visão com humor da situação económica e social actual. Vai ser apresentado em frente ao TNSJ, dias 14 e 21 de Setembro, às 18h30.

Não escondemos que apesar de fazermos teatro para todos os públicos, temos um especial carinho pelas pessoas que não são consumidoras habituais de teatro, porque normalmente são esses que fazem a diferença. São esses que ficam entusiasmados e com vontade de mudar o panorama artístico nacional, e é muito bom saber que conseguimos mudar pelo menos uma mentalidade presa no “Teatro? Ah… não gosto muito…”

Infelizmente faltam apoios, não só a nível financeiro (que seriam uma grande ajuda!) mas a nível de infra-estruturas. Faltam-nos espaços para ensaios, falta-nos material técnico e nem sempre é possível pedir cedências ou empréstimos. Ainda assim, apesar de todas as dificuldades, desistir não está nos nossos planos e não baixamos os braços enquanto não atingirmos os nossos objetivos. Queremos que as pessoas nos conheçam e continuem a consumir Cultura (teatro e não só) apesar da crise. Fazemos teatro porque é uma paixão, porque queremos e porque podemos. Divertimo-nos a fazê-lo e gostamos que as pessoas se divirtam connosco!”

A Porta 27